Google Translator - choose your language

13 de julho de 2009

doações recentes (13/07/2009)




Deixo aqui o meu mais sincero agradecimento aos colaboradores que nos últimos dois meses doaram peças de porcelana ou faiança para o meu acervo, e com isso contribuiram de forma inestimável com minha pesquisa!

— José Eron Haesbaert - São José do Louro - RS:

— Mirna Costa - São Paulo - SP: 1 prato de sobremesa Porto Ferreira.

— fábrica Oxford - São Bento do Sul - SC: jogo de jantar/chá e café com 30 peças.

— Washington Marcondes - Campinas - SP: 1 xícara para chocolate Porto Ferreira, 1 xícara de chá Santo Eugênio, 1 travessa funda Cerâmica Rio Branco, 1 prato fundo Porto Ferreira, 1 prato de sobremesa Matarazzo, 1 travessa rasa grande Nadir, 1 ebulidor Caramuru, 1 tijela funda grande Louçalite.

total de peças doadas até o momento: 131 peças
total de doadores: 20 doadores

12 de julho de 2009

visita à fábrica da Oxford - São Bento do Sul - SC

No dia 01 de julho passado, à convite do Presidente da Oxford, Volney Nercolini Domingues, fiz uma deliciosa visita à fábrica da Oxford, em São Bento do Sul, SC.


site da Oxford - conheça >>


Antes de mais nada, quero agradecer publicamente ao Volney pelo convite, e por ter financiado esta visita, de imensa importância para minha pesquisa. Sem a Oxford ter custeado as passagens e todas as demais despesas para esta viagem, eu jamais poderia ter conhecido a fábrica, tido acesso a um grande volume de documentação e catálogos antigos, e principalmente, ao incrível acervo do museu que a fábrica mantém desde 1983 em suas instalações.

Se não fosse pelo museu da Oxford, por exemplo, eu jamais teria tido acesso às quase 20 peças do acervo da Cerâmica Santa Terezinha, fábrica que antecedeu a Oxford, o que era uma lacuna em minha pesquisa.


peça da Cerâmica Santa Terezinha; conheça mais >>


Quero agradecer também à todos na Oxford que colaboraram para que esta visita acontecesse de forma tão agradável e perfeita em todos os detalhes:

- Lisandra Isabel Deoracki, por ter resolvido todas as questões práticas para a visita;
- Edenilson Zeitamer, motorista e ótimo papo durante os traslados Curitiba >> São Bento do Sul >> Curitiba;
- Dimas Moser, grande conhecedor dos processos cerâmicos, um verdadeiro EXPERT no assunto, há quase 40 anos na Oxford, meu valioso guia no museu e acervo de catálogos e demais material impresso, me ensinou muitas coisas sobre os processos e a história da Oxford, bem como dos processos cerâmicos em geral.
- Cleverson Tschoeke, meu guia no tour pelas unidades 4 e 5 da fábrica.


A visita começou pelo Museu, onde além das preciosas peças da Sta Terezinha, há muitas fotos ampliadas com imagens históricas da Oxford, maquetes mostrando como funcionam os processos de produção, fornos, etc, e dezenas de peças de todos os mais de 50 anos de história da Oxford.



peças dos primeiros anos da Oxford; conheça muitas outras peças antigas desta fábrica, no acervo do museu >>



O Museu atualmente fica em um setor anexo à enorme e bem montada loja da fábrica. Uma verdadeira tentação!!!



Em seguida, a visita continuou com a consulta de uma grande quantidade de catálogos antigos e outros materiais impressos históricos.



Daí, tive o prazer de um tour pelas unidades 4 e 5 da fábrica, onde fiquei de queixo caído com o alto grau de mecanização que a fábrica possui; diversos processos que em muitas fábricas ainda são manuais, na Oxford são totalmente automatizados, desde a moldagem das peças, até a decoração e queima final.


máquina modeladora de canecas; todas as sobras são reaproveitadas.



sistema automático de transporte das peças da produção para o forno contínuo, e daí para o controle de qualidade e decoração.


pratos recém saídos da máquina de prensagem automática à seco - prensagem isostática (é uma coisa incrível! as peças são prensadas a partir de um pó seco especial, com grânulos em forma de minúsculas esferas, produzido pela própria Oxford, que dispensa a fase de secagem! Em coisa de 1 minuto, o que era pó seco já é um prato pronto para seguir para o acabamento!), recebendo a primeira lixagem


terceira e última lixagem das peças, a única manual, para garantir que as peças estão perfeitas.


canecas sendo esmaltadas


máquina de decoração por tampografia, que permite a impressão em superfícies irregulares e curvas, e até mesmo no interior de peças, dispensando o uso de decalques, o que acelera imensamente o processo de decoração. Veja o vídeo abaixo da impressão por tampografia em xícaras


máquina de decoração de xícaras por tampografia. a deecoração é aplicada primeiro por serigrafia, em uma ou várias cores, em uma chapa plana, por uma máquina anterior automática. a placa é então encaminhada para a máquina de tampografia que se vê no vídeo acima, que transfere a decoração com a borracha maleável da placa para a xícara.


funcionários aplicando o verniz final sobre pratos recém saídos da máquina de decoração por tampografia.




controle de qualidade


setor de embalagem


painel com todas as decorações em produção atualmente, para consulta e controle interno da fábrica

Em seguida, conheci o belíssimo show-room da fábrica, onde além da elegante apresentação dos produtos em linha da fábrica, pude ver várias interpretações artísticas das peças da Oxford, como por exemplo, o incrível candelabro na foto mais abaixo!





Por fim, tive o prazer de uma ótima conversa com o presidente Volney, com quem aprendi ainda mais sobre a modernização que a fábrica vem passando nos últimos anos, e na saída, ainda tive a surpresa de ser presenteado com um belíssimo jogo de jantar/café/chá de 42 peças da linha Premium, a mais sofisticada do catálogo da Oxford!

Enfim, um dia absolutamente especial para mim e enriquecedor para minha pesquisa, do qual já estou com muitas saudades, e desejoso de voltar, pois muita coisa não tive tempo de ver/consultar.

8 de julho de 2009

bule de café - Oxford



Bule de café, da Oxford, de São Bento do Sul (SC)

Provavelmente dos anos 1960, decorado com decalques da Fábrica Fontana, de Curitiba (PR) e filetes de ouro. A peça também apresenta relevo decorativo na tampa e em torno da abertura superior.

Cortesia: Museu da Oxford.

3 de julho de 2009

Vestido de porcelana

Um vestido feito com porcelana branca e azul aparece no topo da lista divulgada pelo site oddee.com com as criações mais estapafúrdias da moda mundial.



É obra do artista chinês Li Xiaofeng, que criou várias peças de roupas, inclusive um paletó masculino, usando cacos de porcelana das dinastias Ming, Yuan e Qing.

fonte: G1
http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1181883-6091,00.html

veja mais:
http://www.hongart.net/?option=art&collectionid=6&single=true

2 de julho de 2009

visita à fábrica da Porcelana Schmidt - unidade Mauá

No dia 25 de junho passado fiz um programa que foi de grande importância para minha pesquisa: uma visita à fábrica da Porcelana Schmidt - unidade Mauá.

Fábrica Porcelana Schmidt em 2009
foto: Dep. Design Porcelana Schmidt

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...