Google Translator - choose your language

24 de outubro de 2009

As xícaras de Cláudia Matarazzo




Há três anos como chefe do cerimonial do Governo do Estado de São Paulo, a jornalista Cláudia Matarazzo – autora de dez livros sobre comportamento e moda, sendo o último ‘Vai Encarar – A Nação (quase) invisível das Pessoas com Deficiência’ – não abandona a elegância nem na hora de servir um cafezinho em sua casa. Para essa finalidade, lança mão das mais exóticas xícaras de uma coleção que iniciou há 30 anos e conta com mais de 90 exemplares em diferentes cores, tamanhos e épocas.


A primeira do acervo, herança da avó


Da corte Luis XV, a mais cara e antiga


“Não faço muito o perfil de colecionador. Na verdade, uni o gosto particular de tomar café ao prazer de ter xícaras legais e interessantes. São bonitas e garantem um desfecho especial no café servido após as refeições”, ensina. Guardadas em uma cristaleira, está a primeira do acervo, que pertenceu a sua avó; exemplar alemão na cor azul, com detalhe em pó de ouro; uma cor-de-rosa de porcelana Sèvres; e uma com o selo da corte de Luís XV, a mais antiga e uma das mais caras.


Xícara com pó de ouro


Exemplar da marca Sèvres


Cláudia gosta de garimpar em feiras de antiguidades do Brasil e do exterior, como a do Masp e a de San Telmo, em Buenos Aires (Argentina). “Sempre comprei pela beleza ou para lembrar de um lugar que estive. Não dava muita importância a detalhes técnicos, mas com o passar do tempo fiquei mais criteriosa e exigente para adquirir novos exemplares.”

fonte: Blog da Retrô
http://blogdaretro.tempsite.ws/blog/?p=776

China inicia resgate de navio do século XVII carregado de porcelana


Pequim, 28 set (EFE).- As autoridades chinesas iniciaram os trabalhos para recuperar um navio que naufragou há quatro séculos em águas do sul do país com 10 mil valiosas peças de porcelana, informou o oficial "China Daily".

Os trabalhos começaram perto da ilha de Nanao, no extremo sul da província de Cantão, onde os restos do navio descansam a 27 metros de profundidade.

O navio conta com peças de porcelana da época Wanli (1573-1620) pertencentes à dinastia Ming, segundo explicou Chen Jianwu, porta-voz do Governo de Nanao.

A embarcação tem 25,5 metros de comprimento, sete de largura e se acredita que possa sair à superfície em meados de dezembro, se as condições meteorológicas o permitirem.

Os restos do naufrágio foram encontrados em maio de 2007, e durante os últimos dois anos especialistas em arqueologia realizaram trabalhos de limpeza e outros preparativos para permitir o resgate do navio e sua valiosa carga.

http://g1.globo.com/Noticias/PopArte/0,,MUL1320526-7084,00-CHINA%20INICIA%20RESGATE%20DE%20NAVIO%20DO%20SECULO%20XVII%20CARREGADO%20DE%20PORCELANA.html

2 de outubro de 2009

Jardim suspenso


fonte: blog Retrô Coleções & Antiguidades
http://blogdaretro.tempsite.ws/blog/?p=863

Na chegada da primavera, o Blog da Retrô festeja a estação com uma bela coleção de floreiros de parede da carioca Deiva Villenave.



A colecionadora segura a sua peça preferida


Convivendo com arte e antiguidades há 38 anos, Deiva conta que já manteve várias coleções, mas a sua preferida sempre foi a de floreiros. Seu acervo, em determinado momento, atingiu a marca de 850 peças, mas depois de uma criteriosa seleção fixou em pouco mais de 340. “Ficaram os menos comuns”, justifica.



Primeiro item, década de 1950


Seu primeiro exemplar, de porcelana no formato de uma concha, foi adquirido na Feira do Troca, da Praça XV, no Rio de Janeiro. “Comprei para colocar condimentos. Quando cheguei em casa mudei de idéia. Decidi pendurá-lo no muro e plantar uma muda de onze-horas”, lembra ela, que não abre mão dessa peça em hipótese alguma.

leia a íntegra da matéria em: http://blogdaretro.tempsite.ws/blog/?p=863

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...