Google Translator - choose your language

3 de abril de 2009

Moradores lutam pelo tombamento e preservação da Cerâmica Weiss


O patrimônio industrial da antiga Cerâmica Weiss, parte importante da história industrial de São José dos Campos (SP) e do Brasil, fundada em 1941, e fechada em 1996 após a empresa ter decretado falência, está agora ameaçado de desaparecer para sempre.



Localizada no Bairro Tradicional de Santana, a Cerâmica Weiss teve seu patrimônio incorporado pelo Banco do Brasil durante o processo de falência. Durante muitos anos os moradores de Sâo José dos Campos lutam para que se preserve este patrimônio, através de tombamento, e se dê um uso cultural e social para o espaço.

Acontece que agora este patrimônio foi vendido pelo Banco do Brasil para uma construtora de São Paulo, chamda GoldFarb, que além de pretender demolir todo esse importante marco histórico da cidade, pretende ali construir diversos edifícios de apartamentos e um Shopping Center.

A área da Cerâmica Weiss foi ocupada como residência há dez anos por ex-funcionários desempregados, e até mesmo pelo ex-proprietário da cerâmica, Leopoldo Weiss, hoje com 83 anos. Todos já foram intimados a abandonar o local. Após decretar falência, a cerâmica deixou cerca de 200 pessoas desempregadas.



A Construtora GoldFarb pretende também expulsar as 29 familias que lá residem há mais de 50 anos, moradores da antiga Fábrica e da Vila Operária Weiss, basicamente ex-trabalhadores da antiga cerâmica. Muitos pessoas foram morar lá com consentimento do proprietário na época, por conta de dívidas trabalhistas. E essas pessoas não participaram do processo de falência e não tiveram chance de defesa.

Todo este processo faz parte da grave especulação imobiliaria que vem ocorrendo no bairro, incentivada pela Construção da Via Norte pela Prefeitura Municipal, onde recentemente no Jornal Valeparaibano, foi anunciada a construção de aproximadamente 800 edificios.

Rosa Weiss, 52 anos, que tem uma microconfecção na área da antiga cerâmica e é filha dos antigos proprietários da empresa afirmou que a construtora vem realizando um ‘terror’ psicológico nos moradores. Segundo ela, não foi dado até agora nenhuma abertura de negociação.

Tombamento será tema de campanha

Assim como o Vicentina Aranha, o Espaço Mário Covas e a Igreja São Benedito, a área de 25 mil metros quadrados da antiga instalação da Cerâmica Weiss pode se tornar mais um patrimônio histórico de São José.

A Defensoria Pública informou que já tramita um recurso sobre o assunto nos órgãos responsáveis. Além do recurso, um abaixo-assinado iniciado pelos moradores vai percorrer os bairros da cidade com esse objetivo.

Segundo os organizadores da Campanha pela preservação da Weiss, vários são os objetivos da luta em defesa da conservação do antigo prédio da Cerâmica Weiss, como transformar a antiga Cerâmica em uma escola de cerâmica aproveitando todo o material cerâmico que ainda existente, com o auxílio de toda a experiência dos ex-funcionários, e do último ceramista administrador da Weiss, Leopoldo Weiss, para atuarem como professores.

Outro objetivo é a construção de um museu sobre cerâmica com o objetivo de reunir, organizar e divulgar exposições de objetos cerâmicos, publicações, entre outros meios, as informações e materiais relativos à história da industrilaização da cidade e o importante papel da indústria cerâmica neste período, resgatando a memória de outras indústrias já esquecidas, como a Cerâmica Eugenio Bonadio, primeira indústria que aqui se instalou por volta de 1921.

Pretendem também constituir o Centro de Artesanato com espaço para aulas e venda de produtos dos artesãos da região incluindo área de alimentação beneficiando os moradores do entorno, a exemplo do que ocorreu nas Docas em Belém do Pará.


O engenheiro e ambientalista Vicente Cioffi, Membro da Coordenação da Campanha pela preservação da Weiss está correndo na internet um abaixo-assinado em prol da defesa deste patrimônio.

Se você quiser colaborar com a iniciativa, basta copiar o texto do abaixo-assinado a seguir, preenchê-lo com seus dados, e enviar para

vicentecioffi@gmail.com

------------------------------------------------ copie o texto abaixo -----

ABAIXO ASSINADO COM PEDIDO DE TOMBAMENTO/PRESERVAÇÃO DA ANTIGA CERAMICA WEISS

Nós cidadãos abaixo assinados vimos por meio do presente requerer ao COMPHAC, CONDEPHAAT e IPHAN - CAMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS E ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE SÃO PAULO o TOMBAMENTO COMO PATRIMONIO HISTÓRICO CULTURAL E/OU A TRANSFORMAÇÃO EM ELEMENTO DE PRESERVAÇÃO do Antigo Complexo da Fabrica Cerâmica Weiss, pela sua importância histórica no município de São José dos Campos – SP em face da produção ceramista na região reconhecida nacionalmente e internacionalmente, bem como por ser um marco, um ícone da história Joseense e uma referência cultural e memorial, tradicional de todos os moradores do município particularmente da região de Santana. Garantindo-se ainda a moradia a todos aqueles que ali residem a mais de cinqüenta anos.

Assinado:

NOME:
RG:
E-MAIL:
MUNICIPIO:
UF:

5 comentários:

  1. Vicente Cioffi4/4/09 07:35

    Prezado Fabio, obrigado a vc e ao Luiz

    Vicente Cioffi
    São Jose dos Campos SP

    ResponderExcluir
  2. Olá sou estudante de arquitetura, e estou fazendo meu trabalho final de graduação na area da ceramica, meu projeto envolve um novo uso, mas sem esquecer da história do local...Gostaria de mais informaçoes...
    vcs, podem me ajudar?
    Grata

    katia akemi
    são josé dos campos sp

    ResponderExcluir
  3. Katia,

    Sugiro que você entre em contato com o Vicente

    vicentecioffi@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Sou da Goldfarb e gostaria de deixar bem claro que não queremos fazer um shopping center na area! Apenas atender a demanda existente no local para apartamentos.
    Existe um risco de dengue na área, fora que após o laudo foi verificado que o local encontra-se em ruínas. Sendo assim, tudo corre como esperado.

    ResponderExcluir
  5. Meu sogro trabalhou muitos anos na Fabrica Weiss -

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...