Google Translator - choose your language

4 de abril de 2010

Acordo com construtora retira seis famílias da Cerâmica Weiss


Seis famílias tiveram que desocupar ontem o prédio da antiga Cerâmica Weiss, na zona norte de São José dos Campos, após acordo firmado com a construtora Goldfarb, proprietária do terreno.
Considerado por muitos um patrimônio histórico da cidade, o prédio que abrigava as famílias e mantinha dois comércios começou a ser desocupado após tumulto entre moradores, polícia e representantes da construtora.
“Fizemos um acordo e as famílias vão sair porque a construtora disse que vai nos indenizar. O problema é a maneira como eles trataram o assunto. Já chegaram aqui querendo demolir tudo”, disse a estilista Rosa Weiss, 52 anos, cujo pai era um dos moradores do local.
Segundo ela, o prazo combinado com a construtora para a saída dos moradores era até às 15h, porém alguns funcionários se anteciparam e teriam retirado uma parte da parede para a entrada de uma máquina. “Até podemos sair, mas o problema é a forma como estamos saindo, por meio de muita pressão e sem documento nenhuma da prefeitura.
Eles ainda não podem demolir esse prédio”, disse Rosa.



De acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano de São José, não foi emitido alvará para que o prédio fosse demolido. A equipe do Departamento de Patrimônio Histórico da Fundação Cultural Cassiano Ricardo acompanhou de perto a situação, e afirmou que um processo de tombamento do prédio ainda estaria em análise desde abril do ano passado.
“É uma injustiça, pois esse prédio faz parte da história da cidade. Patrimônios não devem ser demolidos”, disse Cosme Vítor, coordenador da Central de Movimentos Populares do Estado de São Paulo.

OUTRO LADO

De acordo com a assessoria de imprensa da Goldfarb, o imóvel pertence à construtora desde 2008, após ter sido adquirido em leilão, e os moradores tiveram mais de um ano para programar a mudança. A assessoria informou ainda que o acordo foi concluído na semana passada, juntamente com a Defensoria Pública do município, e que a empresa já teria indenizado os moradores. O objetivo da construtora é preservar os moradores antigos da vila por meio da doação do imóvel.

fonte:
Jornal Valeparaibano
31 DE MARÇO DE 2010
por Simone Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...