Google Translator - choose your language

26 de dezembro de 2010

no blog vizinho... Azulejos portugueses antigos no Rio de Janeiro

Há poucos dias o sempre bem informado LuisY, do blog "Velharias" fez um ótimo post chamado 'Ainda os azulejos "Bicha da praça" da Viúva Lamego: da Mouraria ao Rio de Janeiro' com algumas fotos de azulejos portugueses antigos no Rio de Janeiro que eu disponibilizei em um álbum público. LuisY fez uma vertiginosa viagem do Rio de Janeiro até os islâmicos, passando pela idade média portuguesa. Quem conhece seu blog sabe que seus posts são sempre muito ricos culturalmente, mesmo os mais breves.



Toda essa viagem começou no post 'Azulejos Viúva Lamego: bicha da praça ou aventuras nos contentores das obras', onde ele contou a história (seria melhor dizer AVENTURA) de uma recente aquisição de um lote de azulejos antigos, que terminou por ser um grande sucesso de comentários e participações dos seus visitantes.

Recomendo que vocês conheçam não apenas estes dois posts, mais TODO o blog, pois tenho certeza que vão sair mais ricos, e talvez como eu, com a sensação que ainda há pelo vasto mundo pessoas que se interessam por coisas mais interessantes e importantes do que o próximo elenco do 'Big Brother', ou as fofocas fabricadas pelos acessores de imprensa dos atores e esportistas em evidência (ou que querem estar em evidência).

3 comentários:

  1. Caro Fábio
    Ainda bem que repetiu o link para ir ter ao seu álbum, pois pelo Blog do Luís não conseguia entrar.
    Estou maravilhada com a beleza e variedade o azulejos que mostra.Apesar de saber das marcas culturais portuguesas, aí no Brasil,neste caso no Rio de Janeiro, não me posso deixar de emocionar, quando as vejo assim ,sem ser em postal ilustrado, mas antes de uma forma humanizada, pelos olhos de um cidadão sabedor e atento.
    Um abraço e um feliz Ano Novo
    Maria Paula

    ResponderExcluir
  2. Olá Maria Paula, tudo bom?
    Saiba que eu também me emociono com as marcas lusas em minha cidade natal, pois sou descendente, mesmo que remoto (bisavôs para cima) de portugueses, e como carioca, é inegável, mesmo que não fosse descendente, o peso da cultura portuguesa em nossa cultura, mesmo depois de décadas de afrancesamente e depois (valha-me!) americanismos!
    Então, nem precisava dizer o quanto me emocionei da primeira vez em que estive em Portugal. Teve um momento em que me sentei em um banco à beira do Tejo, em Lisboa, e tive que disfarçar muito, pois não conseguia segurar a emoção que me invadiu ao pensar que havia feito uma "viagem de volta", de certa forma.
    Infelizmente estas marcas físicas, como os azulejos e arquitetura, são a cada dia mais raros. O que sobra de mais importante só mesmo em museus, igrejas e outros prédios públicos ou semi-públicos, como os clubes e associações culturais lusitanas.
    abraços e volte sempre!
    Fábio

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Fábio!!!!!!!

    Agora fora de Lisboa e com menos tempo, mas prometo que voltarei ao assunto..

    Um grande abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...