Google Translator - choose your language

17 de dezembro de 2007

cerâmica brasileira pioneira em St. Louis, 1904

colaboração de John Richter, Curitiba

livro: Brazil, and F. M. de Souza Aguiar. 1904. Brazil at the Louisiana Purchase Exposition, St. Louis, 1904. St. Louis: S.F. Myerson Printing Co. 184p.

Pág. 58: GLASS, CERAMICS, PAPER, ETC. -

"(...) The ceramic industry had almost fallen into desuetude, when in 1895 an increase in the duties from 1-2 cent to 2 1-2 cents per lb. on imported products permitted it to progress rapidly, and 5 factories of São Paulo, one in Rio Grande do Sul and one in Minas Geraes (Caeté), all producing first-class material. Argill and kaolin deposits of excellent quality are abundant in all the states, so that this industry has in it the possibilities for continued prosperity. (...)"


cerâmicas brasileiras em exposição no Pavilhão das Indústrias

Pág.107: GROUP 45. CERAMICS -

Cooperativa V. Colombo, Soc., Paraná.
Earthen-ware flower vases
Toilet articles
Dishes and cups
Filters and water-coolers
Photographs and samples of raw material
This is the most important factory of this kind in the State. - SILVER MEDAL

2 comentários:

  1. John, muito interessante isso:

    No livro do Newton Carneiro se afirma que a Fábrica Colombo ganhou prêmio na expo de Saint Louis, mas agora, pelo texto que vc me passou, percebo que na verdade quem ganhou foi a cooperativa que "roubou" o nome Colombo da fábrica pioneira, que nesta época (1904) já se chamava "São Zacarias".

    Incrível como apenas um parágrafo pode mudar tanta coisa! Já até revi isso no meu futuro livro.

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. John Richter18/12/07 02:12

    Eu sabia que vc logo ia perceber a questão do nome da Fábrica Colombo mencionado na premiação.
    Penso que o nome completo deve ser: Sociedade Cooperativa Vila Colombo.
    Foi a primeira coisa que me chamou atenção ao ler o texto.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...