Google Translator - choose your language

2 de outubro de 2011

louça infantil variada

Eu tenho uma admiração bem grande por louça de faiança e porcelana feita para crianças. Não sei bem qual a razão; talvez seja pois eu quando criança só tive louça de metal ou plástico. Mas como eu naquela época nem percebia que havia outra coisa além daquelas que estavam à minha volta, e se me lembro bem, não dava então a menor bola para louças, copos e talheres, mas sim aos meus brinquedos, é mais provável que seja um síndrome de quem já passou dos 45, e sente uma grande nostalgia de ser criança, de quando tudo era tão simples e seguro!

Por conta desta admiração, eu sempre que encontro conjuntos para crianças ou mesmo peças avulças os compro. E com o acúmulo, sempre tive vontade de ter uma área reservada apenas para a louça infantil, mas nunca consegui decidir onde isso seria. Com a pequena reforma em meu "apertamento", que me orbigou a desmonstar várias partes da coleção, para protegê-la dos martelos, tintas e pincéis, hoje acabei por decidir usar um pequena estante de pouca profundidade que há uns anos eu mesmo havia construído do zero, a partir de táboas, parafuros e pregos, que originalmente seria para bules e xícaras (o que nunca aconteceu exatamente assim, e que tem coleção de louças, e é compulsivo como eu sou, acaba tendo que enfiar as peças em qualquer lugar que esteja vago), removi quase toda a louça que ainda estava nesta estante, e comecei a alojar as peças infantis.



Como vocês podem ver pela (péssima) foto, ainda está muito no rascunho. E já percebi que não vai caber tudo, pois há ainda mais de 15 pratos, de médios a grandes, e algumas tigelas, xícaras e várias canecas "grotescas", em forma de cabeças de naimais e palhaço, e só há mais duas prateleiras para baixo do que está à mostra. Mas resolvi que vou seguir em frente com o plano, mesmo que de certa forma a louça alojada agora esteja em bem menos quantidade do que a que foi desalojada (e que vai provavelmente acabar em uma caixa na "reserva técnica, mas não é assim em todo "museu"?).

Já que a arrumação está com vários espaços entre pratos e xícaras, onde não cabe nada de tamanho um pouco maior, também já acrescentei alguns paliteiros de porcelana, que embora não sejam peças para crianças, retratam crianças holandesas, e achei que ficou interessante. Quando a arrumação estiver mais resolvida, faço outra montagem fotográfica tosca como esta, para mostrá-los.

Abaixo mostro fotos de algumas das peças que ainda irão para esta estante:







17 comentários:

  1. Olá Fábio,
    Mas que maravilha de coleção!
    Ia chamar-lhe sub-coleção, já que o Fábio coleciona todo o tipo de louças brasileiras (ainda não lhe disse mas também adorei a talha com flores que tem na cozinha), mas afinal este conjunto forma só por si uma bela e grande coleção de louças para crianças.
    São lindas e tão variadas! Fiquei deslumbrada!
    Mereciam estar em exposição, mesmo que temporária, num qualquer espaço museológico para crianças de todas as idades :)
    Eu própria não resisto muitas vezes a peças destas e já mostrei vários "nursery plates", ingleses, mas também tenho uma ou outra peça portuguesa da Vista Alegre e de Sacavém e guardo ainda os pratos com bonecos que eram dos meus fi lhos... os que resistiram, claro.
    Acho que as louças estão muito bem expostas nessas prateleiras, é pena não ter espaço para todas.
    Muito obrigada por ter mostrado.
    Deliciei-me!
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá Maria Andrade,
    Obrigado por suas palavras!
    No início da coleção, quando ela ainda não estava focada em louça brasielira, eu cheguei a comprar também alguns pratos infantis ingleses, que depois dei de presente para uma amiga.
    Depois que montei a foto (são 4 fotos) e fiz o post, fiquei mais feliz por ter iniciado a arrumação, e a coisa já evoluiu um pouco mais. Espalhei as canecas grotescas por entre os pratos, aproveitando melhor o espaço. Coloquei mais algunas pratos e canequinhas com decalques infantis pelas prateleiras. Só desanimei esvaziar as 2 últimas prateleiras mais baixas, pois teria de lavar as peças removidas (estão super empoeiradas), e arrumar lugar para guardá-las. E não faço a menor ideia de onde colocá-las!
    Mesmo assim, há ainda 15 pratos que não cabem no espaço existente. Se houvesse parede em torno da estante, os penduraria com aranhas, mas não há. Meu apartamento é minúsculo, não chega a 90m2, então tenho que fazer malabarismo para tantas peças!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Fábio, como vai? Me lembrei de você, infelizmente depois de um fato trágico. Comprei uma legumeira de porcelana que penso ser Vieux Paris (sem marca e pelo estilo). Chegou totalmente aos pedaços e acabei tendo prejuízo. Hoje estava vendo a caixa com os cacos e fiquei pensando no que fazer, jogo fora ou vale a pena tentar mandar restaurar? Não foi cara, pelo contrário, mas é uma peça bonita.

    ResponderExcluir
  4. A propósito, não sei se contei, mas acho que fui picado pela mosca do caulim. Ando me interessando bastante por porcelana, européia em especial.

    ResponderExcluir
  5. Olá Daniel,
    Acho que você deveria pedir seu dinheiro de volta, antes de mais nada. E depois avaliar se o custo de restaurar é ok para você. Um restauro profissional é razoavelmente caro.
    Se não for nada muito importante, pode ainda apenas colar você mesmo.
    abraços

    ResponderExcluir
  6. Ola fábio!!

    Tbm tenho algumas, poucas comparadas com as que mostra!! =D


    Parabens!!

    Olhe

    sabado estive nas Caldas, na loja da B.Pinheiro!!

    A minha mãe comprou um famoso "Coiso" das Caldas e umas outras peças

    eu comprei andorinhas para colocar na parede!

    Um abraço

    Flávio

    ResponderExcluir
  7. Olá Flávio!
    Isso é apenas 70% da sub-coleção! :-)
    Ano que vem, nesta mesma época, se vocês voltarem às Caldas, poderão já comprar uma peça Bordallo Pinheiro, com assinatura de Fábio Carvalho! hahaha!
    abraços

    ResponderExcluir
  8. Fábio, gosto imenso do seu armário, que tem aquele aspecto rústico e singelo que coloca em evidência tudo o que se queira colocar dentro.
    Lamento amiúde não haver uma certa contenção no espaço de exposição para permitir que as peças nele expostas respirem e mostrem a sua requintada e elegante beleza.
    E as suas peças em conjunto são muito evocativas da minha infância, onde comia e bebia por peças com representação de animais e fábulas diversas.
    Só agora sei que algumas peças tinham alusões às fábulas de La Fontaine.
    Pena que a maior parte destas peças se tenham perdido na voracidade do tempo e das muitas viagens que fiz (coitado do meu pai, recaía sobre ele sempre a tarefa da embalagem, e mudámos de casa mais de 6 vezes ... ele, subrepticiamente, quando ninguém estava a controlar, deitava fora tudo aquilo que não achava interessante! - como o compreendo hoje, depois de ter embalado e desembalado duas casas completas - a última envolveu o fazer mais de 50 caixotes!)
    Manel

    ResponderExcluir
  9. Olá Manel,
    Obrigado pela sua delicadeza e generosidade em qualificar minhas prateleiras amadoras. :-)
    Infelizmente o espaço é bem pouco, e a compulsão por comprar é imensa, então só trepando as peças todas para conseguir deixar alguma coisa em exposição. E já está mais cheio, pois já coloquei mais coisas na estante.
    Fazer mudança é sempre um transtorno! Fisico e emocional.
    abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi Fábio, tudo bem com você?
    Olha só! Tenho um pratinho igual ao seu, veja aqui:

    http://lenitavidal.blogspot.com/2011/06/pequena-colecao-de-antiguidades-em.html

    Quanto a arrumação, se aceitar uma dica prática para colocar mais pratinhos ou xícaras na sua prateleira, use ganchinhos para deixar assim:

    http://lenitavidal.blogspot.com/2011/09/prateleiras-x-arrumacao.html

    Desocupa bastante espaço e enfeita ainda por cima!
    E poderá ocupar as laterais da sua prateleira para colocar com ganchinhos as peças menores como pires ou pratinhos pequenos. também enfeita.
    Abraço forte, um domingo bem colorido pra você.
    Lenita Vidal

    ResponderExcluir
  11. Olá Lenita, tudo bom?
    Seus 2 pratinhos da mesma série do meu são lindos! Somando os seus com os meus, são 3 decalques diferentes para a mesma série.
    A marca atrás dos seus é "S. PAULO" ou "SÃO CAETANO"?
    Conheço o esquema dos ganchinhos, mas tenho muito medo de arranhar ou lascar as xícaras. Seria realmente uma ótima forma de abrir espaço. Talvez cobrindo-os com tubo de plástico, como é em algumas aranhas para pratos, eu fique mais seguro. Só não sei onde arrumar o tubinho de plástico, talvez em bazares de material para o lar.
    Obrigado pela visita, e pela dica!
    abs

    ResponderExcluir
  12. Oi Fábio, a marca atrás do pratinho é São Caetano.
    O tubinho você encontra em armarinhos, lojas de aviamentos ou até mesmo em farmácias, aqueles tubinhos para soro, sabe qual é?
    Mas posso lhe assegurar que não machuca as xícaras, elas são resistentes!
    Se for usar os ganchos, use o maior dos amarelinhos, é fino e bem aberto, cabem vários tamanhos de asa de xícara.
    Abraços.
    Lenita Vidal

    ResponderExcluir
  13. Olá Lenita!
    Então nossos pratos são realmente da mesma série. O meu também é da fábrica Matarazzo de São Caetano. A estanhola usada neles para fazer os detalhes da borda eu já vi também em louça para adultos.
    Boa ideia procurar o tubinho em armarinhos! claro! O de farmácia para soro até tenho aqui em casa, vou testar nos ganchos que uso para as canecas, e ver como fica.
    Posso publicar seus pratos lá no Porcelana Brasil?
    Obrigado!
    abraços

    ResponderExcluir
  14. Fábio, pode usar a foto que quiser do meu blog, sou admiradora das suas coleções, a minha é bem pequena, adoro ver tudo que é bonito, estou sempre, sempre aqui olhando tudo atenciosamente, adoro seu site, seu blog e tento não perder nadinha.
    Até mais, um final de domingo bem tranquilo pra você.
    Abraços
    Lenita Vidal

    ResponderExcluir

  15. Como hoje vasculhei muiiiiiito do seu blogue à procura do seu mail descobri este post que me deixou maravilhada!Não sei como me escapou, pois já lã vão praticamente dois anos :)

    Nas loiças com motivos infantis iniciei-me há muito pouco tempo, pois encontrei uma chávena sem pires de Coimbra e não resisti à compra. A vendedora, esperta propôs-me por mais alguns euros, a compra de um conjunto de caneca e prato e eu, claro, não resisti e comprei as três peças. A asa da caneca em forma de coelho é um encanto. Percebi que seria mais um tema a colecionar :)Agora deparo-me com esta fantástica coleção e mais entusiasmada fiquei :)Os motivos decorativos são muito semelhantes aos que se vão vendo por aqui. Por mais que me esforce não consigo destacar nenhuma peça. São todas lindaaas :)
    Obrigada por esta partilha. Oportunamente mostrarei a minha micro coleção.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Paula!
      Acontece! Foi como me aconteceu com o seu post sobre Cantão Popular. Vai entender, não é? Algumas coisas simplesmente nos escapam. Acreditamos que o tempo é infinito, sei lá.
      Eu acho que meu encanto por louça infatil se dá pois na minha infância tudo o que usava era de plástico, o material "moderno" dos anos 1960 e 1970. E nada ficou guardado, mas mesmo assim ainda me lembro de como eram. Até já vi para vender em feiras um pratinho igual ao que eu tinha, mas não tive vontade de comprá-lo: não era "o meu"! Vai entender como se dão nossos processos mentais.
      Obrigado por suas palavras sobre minha pequena coleção. Na verdade há muito mais peças, principalmente pratos, mas não há espaço para todos, nunca há!
      Por sinal, esta arrumação já não é mais a mesma há um bom tempo! :-) As prateleiras inferiores ainda não estavam com louça infantil, e agora estão.
      Há em seu blog fotos do suas peças para crianças? adoraria vê-las.
      b'jinho

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...