Google Translator - choose your language

6 de julho de 2012

E eles estão por toda parte!

E aí, consultando uma rua no Google Street View...







Rua do Rosário, Centro do Rio de Janeiro, próxima à praça XV de Novembro, antiga Praça do Paço, onde fica (ainda, felizmente!) o primeiro palácio ocupado pela família real ao chegar no Brasil.

11 comentários:

  1. Anônimo7/7/12 07:16

    Olá Fábio
    Decididamente, a minha próxima grande viagem tem de ser ao Brasil. A lista dos locais a visitar não pára de aumentar. São uma caixa de surpresas os azulejos de fachada que vai mostrando e que exemplificam bem o intercâmbio cultural que houve entre Portugal e o Brasil.Por cá, ao longo de país, mas principalmente no Norte, há muitas casas apalaçadas mandadas construir pelos portugueses que regressavam dessas paragens, após uma vida de trabalho, e que queriam exibir o seu sucesso económico. Eram os portugueses torna-viagem.Muitas dessas casas, ainda hoje preservadas, mostram fachadas inteiramente recobertas de azulejos.
    Cumprimentos
    if

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá if,
      Muita gentileza sua aparecer por aqui, e deixar tão simpático comentário.
      Eu mesmo venho me surpreendendo a cada dia ao descobrir estes antigos prédios que adianda tem seus azulejos portugueses originais na fachada, mesmo que muitas vezes em péssimo estado.
      Conheço esta história dos "torna-viagem", e há quem defenda que a prática de azulejar fachadas em Portugal começou, ou ganhou maior impulso, com estes emigrantes regressados, pois originalmente, em séculos anteriores ao XIX, os azulejos seriam usados apenas nos interiores e pátios internos das construções, nunca no exterior. Outros já dizem que isso é bobagem.
      abraços!

      Excluir
  2. Olá Fábio, como vai?
    Tenho acompanhado seus posts sobre os azulejos nas fachadas.
    Na cidade vizinha a minha, Itu, Sp, temos muita história em azulejos.
    Quando estiver passeando pela região, não deixe de conhecer a sua história muito bem preservada nos Museu da Energia e Museu Republicano convenção de Itu, ou mesmo pela internet, tem fotos muito boas.
    Abraço.
    Lenita Vidal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lenita, bom tê-la por aqui!
      Eu já estive em Itu alguns anos atrás, foi uma visita muito rápida, infelizmente, mas achei a cidade encantadora! Vi alguma coisa de azulejos, mas ainda não era tão interessado como agora. Mas certamente um dia volto. Obrigado pelas dicas!
      beijos

      Excluir
    2. Acabei de fazer um post seguindo a sua dica sobre Itu, combinando fotos de quando lá estive (não foi há tanto tempo como eu achava! Foi apenas no ano passado!) e fotos obtidas no Google Images.
      beijos

      Excluir
  3. Fábio, estou quase todos os dias na cidade de Itu que fica ha menos de 10 km da minha cidade, quando estiver passeando por lá, tirarei algumas fotos do interior do Museu Republicano que é fantástico, pois tem paredes imensas com cenários dos tempos republicanos, contando a história dos seus personagens todo em azul cobalto, um trabalho muito bem realizado e aqui na minha cidade, temos alguns painéis de azulejos linds também. enviarei fotos deles primeiro, pois já os tenho.
    Fique à vontade pra divulgar no seu blog as fotos são minhas.
    E quando estiver de passagem por aqui, avise, almoçamos juntos!
    Abraço.
    Lenita Vidal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lenita! Muito obrigado mesmo!!
      Espero mesmo um dia voltar à Itu, com mais calma, fiquei com uma impressão muito boa da cidade, muito além daquela bobajada de coisas gigantes, que é tudo que se fala da cidade, e Itu tem prédios e recantos deliciosos. Eu almocei em Itu, quando aí estive, num restaurante enorme, meio cenograficamente alemão, tradicional segundo me contaram, se não me engano o prato símbolo do restaurante é filé à parmegiana, mas posso estar misturando coisas de várias cidades deste passeio pelo interior de SP que fiz em 2011.
      beijos!

      Excluir
  4. Você almoçou no Bar do alemão, restaurante famoso pelo seu filé à parmegiana, divino!
    Não está enganado e tem sim prédios lindos e recantos deliciosos.
    Andei pintando em pratos alguns casarios da cidade de Itu por encomenda de um outro restaurante, veja o post aqui:

    http://lenitavidal.blogspot.com.br/2011/08/pinturas-em-porcelanavidro.html

    Fiz alguns da minha cidade também, mas ainda não postei fotos.
    Beijos
    Lenita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindos os pratos, Lenita! De verdade!
      Ficou parecendo uma mistura de caneta e aguadas, como de aquarela. Como não entendo de pintura em louça, usei uma descrição de pintura e desenho em papel.
      Parabéns!
      beijos

      Excluir
  5. Lá fui ao google descobrir onde é a cidade de Itu, para situar as histórias da Lenita, o filé à pargegiana que o Fábio comeu, mas o que gostei mais foram os bichas-da-praça do velho Rio de Janeiro.

    Abraços lisboetas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Itu é uma cidade ENCANTADORA no interior de São Paulo!
      Fiz um post com alguns dos azulejos encontrados nesta cidade:
      http://porcelanabrasil.blogspot.com.br/2012/07/museu-republicano-e-museu-da-energia.html
      abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...