Google Translator - choose your language

25 de dezembro de 2012

boneca bibelô - Vieira de Castro




boneca bibelô
Porcelana Vieira de Castro
Rio de Janeiro - RJ
14 (altura) cm
porcelana
decoração com pintura à mão livre
circa déc. 1950

fonte: site Mercado Livre

23 de dezembro de 2012

bule Trevisan


João Evaristo Trevisan & Cia. Ltda. | Curitiba - PR
louça de pó de pedra | decoração com decalques e filete azul cobalto
circa 1939 (segundo o propietário)
cortesia coleção Claudio Verani


Observem na foto acima o descuido do pintor ao fazer o filete central do bule! É possível até mesmo observar, onde a linha desce muito, um ponto onde o pintor parou, recuou o pincel, e retomou a pintura. Na primera foto, à esquerda do decalque, podemos ver um outro ponto onde a linha também desceu, e foi retomada, interrompida, na altura correta.

9 de dezembro de 2012

açucareiro - Céramus


açucareiro
Fábrica de Louças Paulista Céramus
louça de pó de pedra
decoração com pintura à mão
circa 1924

fonte: site Mercado Livre

8 de novembro de 2012

sopeira e travessa - Cerâmica Santa Rita


sopeira e travessa
Cerâmica Santa Rita
Pedreira - SP
louça de pó de pedra
decoração com decalques e filetes azuis
circa déc. 1940
cortesia coleção Washington Marcodes

Inicialmente, esta fábrica, uma das primeiras do país, fundada em 1914, se chamava "Fábrica de Louça de Pó de Pedra Angelo Rizzi & Irmão". Em seguida passou a se chamar Fábrica de Louça A.R.I, para no final assumir a denominação Cerâmica Santa Rita. A marca acima foi a última usada pela fábrica. Em 1943 a Santa Rita foi comprada pela Nadir Figueiredo, sendo fechada em 1950.

6 de novembro de 2012

prato raso - Adelinas


prato raso
Fábrica de Louças Adelinas | São Caetano do Sul - SP
louça de pó de pedra | decoração com relevo moldado e verniz opaco terracota
circa 1939/1942
cortesia coleção Washington Marcondes

25 de outubro de 2012

Tasha McKelvey

"Meu trabalho em cerâmica é feito para ser útil - é uma arte feita para ser tocada. No passado, tudo que era usado em casa era feito à mão. Hoje, nossas casas estão cheias de coisas moldadas por máquinas. 

Quando procuramos arte feita à mão tornamos nosso ambiente um pouco mais humano.

Eu uso roda do oleiro ou placas de argila para que a mão ​​construa as formas. Em seguida eu uso madeira antiga de celeiro para imprimir textura em meu trabalho, ou adiciono pequenos pássaros, ninhos, esquilos, ouriços, cogumelos e folhas esculpidos à mão em meus objetos."











20 de outubro de 2012

bule de chá - Louças Cláudia - Cerâmica Matarazzo (IRFM)



bule de chá - Louças Cláudia - Cerâmica Matarazzo (IRFM)
louça de pó de pedra 
decoração com pintura à mão livre em vermelho e ouro
década 1930/década 1960

fonte: site Mercado Livre

16 de outubro de 2012

talha - Cerâmica Mauá


talha
Cerâmica Mauá
Mauá - São Paulo
louça de pó de pedra
decoração em relevo moldado
48 cm (h) x 36 cm (d)
fotos: site Mercado Livre



26 de setembro de 2012

travessa Vimarge



travessa
Faianças Vimarge Ltda.
louça de pó de pedra
decoração com uso de transfer print
22 x 26 cm
circa década de 1950

fonte: site Mercado Livre

13 de setembro de 2012

bandeja para bolo Céramus


bandeja para bolo
Fábrica de Louças Paulista Céramus
louça de pó de pedra
decoração com uso de estanhola, rolo e aerógrafo
anterior a 1938

fonte: site Mercado Livre

2 de setembro de 2012

novo blog! - Azulejos Antigos no Rio de Janeiro

Caros amigos e seguidores deste blog, hoje resolvi criar um novo blog para abrigar apenas as postagens sobre azulejos antigos na cidade do Rio de Janeiro, que já estavam se tornando demasiadas para um blog que era orientado para a história da indústria de louças no Brasil: Azulejos Antigos no Rio de Janeiro.




Aos poucos vou transferir todos as postagens que havia feito aqui no blog Porcelana Brasil para o novo blog, assim o assunto fica mais concentrado, e este blog aqui permanece mais fiel ao seu objetivo inicial.

Estou tentando fazer a melhor classificação possível dos posts, usando os "marcadores", mas que infelizmente apresentam uma limitação de no máximo 200 caracteres no total, somados todos os marcadores de um mesmo post. E como há posts em que preciso informar muitas coisas, tive que apelar para o uso de abreviaturas, e não sei se estas farão algum sentido para todos, ou apenas para mim.

Peço a gentileza que visitem o novo blog, tornem-se seguidores dele também, caso o assunto lhes interesse, e que deixem por lá suas opiniões, sugestões e críticas, para que o novo blog seja o melhor possível para todos nós.

Obrigado!

31 de agosto de 2012

Telhas de beiral e azulejos na zona da Central no Rio de Janeiro

Compartilho mais um achado via Google Street View: um prédio muito simplório em termos de arquitetura, mas que tem além da fachada revestida de azulejos antigos (provavelmente holandeses), o charme de apresentar telhões de beiral, velhas conhecidas nossas aqui neste blog mesmo (e aqui em outro post) e em blogs do lado de lá do atlântico.

O predinho fica na Rua do Livramento n° 194, e nesta rua, que ainda não "andei" inteira no Google Street View, já achei um total de 4 sobrados com azulejos antigos. Mas este prédio até agora foi o ponto alto, por causa de seus lindos telhões de beiral.


28 de agosto de 2012

trio para chá - Porcelana Condessa





trio para chá
Porcelana Condessa
Blumenau - Santa Catarina
porcelana
decoração com decalque padrão Chintz e detalhes em ouro
década de 1960 (provável)

fonte: site Mercado Livre

27 de agosto de 2012

prato Céramus



prato
Fábrica de Louças Paulista Céramus
louça de pó de pedra
decoração com uso de estanhola e aerógrafo
marca usada de circa 1938 até circa década de 1960

fonte: site Mercado Livre

25 de agosto de 2012

Shelley Miller

Inspirada pelos painéis de azulejos portugueses, a artista canadense (Montreal) Shelley Miller usa açúcar para criar suas instalações públicas. A artista usa tinta comestível azul (como as usadas para bolos) para pinatr seus azulejos brancos de açúcar, formando padrões delicados. Em seguida, ela fixa os painéis de azulejos nas paredes das ruas.

A arte de rua de Miller é totalmente comestível. Mas com o tempo, o clima vai degradando os azulejos, o que para Miller simboliza a desintegração e impermanência imprevisível de objetos, e também como as grandes áreas onde se produz açúcar para consumo mundial, apresentam um intenso grau de degradação e baixa qualidade de vida.

Um de seus painéis levou quase 130 horas só para a pintura, e em poucos dias ele foi sendo apagado pelas chuvas.








painel no sétimo dia em exposição na rua.

Em 2008 Shelley Miller realizou o painel "The Wealth of Some and the Ruin of Others " em Salvador, Bahia, Brasil.

O painel foi instalado em uma parede pública, em conjunto com uma exposição individual na Galeria Pierre Verger. Este trabalho aborda a história da indústria de açúcar no Brasil e suas ligações com a colonização e escravidão. Seu desaparecimento gradual ilustra o contraste entre os que lucraram com o comércio do açúcar, e aqueles que sofreram como resultado. O mural durou cerca de 3 semanas.





site da artista: www.shelleymillerstudio.com

21 de agosto de 2012

tigela - Oxford



tigela
Indústria Cerâmica Oxford Ltda. - ICOL
São Bento do Sul - SC
faiança
decoração com uso de estanhola e filetes em azul cobalto
7 (h) x 13,5 (d) cm
déc. 1950/déc. 1960

fonte: site Mercado Livre

20 de agosto de 2012

cremeira - Cerâmica Campo Largo


cremeira
Cerâmica Campo Largo
Campo Largo - Paraná
faiança
decoração com uso de decalques e filetes em ouro
circa déc. 1950

fonte: site Mercado Livre

15 de agosto de 2012

painel de azulejos de propaganda CAFÉ AMAZONAS

foto: Leonardo Martins - http://www.flickr.com/photos/leonardomartins/7573530050/ 

Mais uma vez, navegando na internet, acabei me deparando com surpresa e felicidade com um painel publicitário em azulejos, entre a região da Central do Brasil e a região Portuária do Rio de Janeiro. A surpresa foi ainda maior do que encontrar casario revestido por azulejos antigos pois é a primeira vez que encontro este tipo de pianel publicitário aqui no Rio de Janeiro.

O painel é do CAFÉ AMAZONAS, da empresa Rodrigues Teixeira & Filhos, empresa fundada em 1880. Ele se encontra na rua Alexandre Makenzie n° 109.

Aparentemente, esta seria a fábrica do café, ao menos foi o que eu encontrei em um blog. O endereço comercial da empresa era na rua da Assembléia n° 6, onde certamente, mesmo no século XIX, não haveria uma torrefação. Faz mais sentido mesmo a torrefação se localizar onde está o painel. Mas não podemos descartar a hipótese de ser apenas um painel publicitário instalado em um imóvel que não necessariamente seria a própria fábrica do café.

Infelizmente, não sei de quando seria o painel, muito menos quem o teria executado, mas a julgar pelas pinhas de faiança nas lateriais do frontão do prédio, acredito que seja razoavelmente antigo. O prédio em si onde está o painel é bastante simplório, diria mesmo que bem feinho, mas não sei o quanto ele pode ter sido desfigurado ao longo do tempo, já que está em uma das áreas mais abandonadas e degradadas da cidade. Talvez, no passado, o imóvel tivesse gradil de ferro fundido em seus balcões, como os seus vizinhos, e quase todos na mesma rua, e não estes cobogós (elementos vazados de terracota, veja aqui), que são típicos dos anos 1950.

imagem: Google Street View

Tentei encontrar anúncios desta marca de café em jormais antigos, mas só encontrei anúncio de um estabelecimento comercial (Café Odeon) cujo café servido era da marca Amazonas.



Por sinal, este charmosíssimo cinema (ODEON) ainda existe e funciona, e ontem mesmo, por uma curiosa coincidência, estive lá para uma reunião de trabalho no café/bistrô do cinema! O cine Odeon foi inaugurado em 1926 no auge da era dos cinemas da Cinelândia. Hoje em dia é um dos poucos cinemas de rua dos anos dourados que ainda existem e funcionam como tal.

Cine Odeon no ano de sua inauguração (1926)

Cine Odeon em nossos dias
De toda forma, encontrei um registro de 1895 da marca "Café Amazonas", cuja descrição lembra bastante a ilustração do painel de azulejos.


Consegui recuperar renovações de registro desta marca, cuja descrição permaneceu a mesma, nos anos de 1907, 1916 e 1928.

foto: site Porto Maravilha - http://portomaravilha.com.br/web/fotos/senador_pompeu.aspx

Depois que até já tinha encerrado e publicado este post, insisti um pouco mais, e consegui achar uma renovação da marca em 1934, agora já com o cliché da mesma, e assim podemos ver que a marca descrita desde 1895 apresenta desenho quase idêntico ao do painel acima:


Acredito que esta "versão" acima da marca, de 1934, em comparação ao que vemos no painel, já tenha passado em algum momento por uma releitura art decó na tipografia usada na marca. Isto me faz suspeitar que o painel seria muito anterior ao registro acima, pois ele apresenta aspectos mais ligados ao movimento art nouveau.

foto: Leonardo Martins - http://www.flickr.com/photos/leonardomartins/7573530050/ 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...